jusbrasil.com.br
21 de Outubro de 2020

O Coringa e o Direito ao Afeto

Dra Sircéia Macedo, Advogado
Publicado por Dra Sircéia Macedo
ano passado

⚖Talvez seja uma característica pessoal, mas desde que iniciei o curso de Direito, sendo já minha 4ª graduação, logo, era mais velha, minha visão sobre tudo que rege o cotidiano ficou aguçada e jurídica!

🤡Pois bem, fui assistir o filme “Coringa”, não foi diferente, tive uma visão, dentro das minhas áreas de estudo e pesquisa jurídica sobre o filme.

💡Me chamou atenção (por ser vítima e estudiosa sobre o assunto), o Abandono Afetivo Paterno Filial, fortíssimo - nítido e cristalino como uma água pura da fonte, que o “Joker” sofrera nesse incrível roteiro.

🗣O Abandono Afetivo Paterno Filial PODE causar DIVERSOS transtornos psicológicos e muitas vezes pode até afetar o físico da vítima (obesidade, bruxismo, anorexia, pensamentos suicidadas, depressão, síndrome do pânico, agressividade...).

💯Após ver um post da competente médica Dra. Claudia Rozenfeld a respeito do filme “Coringa”, suscitei também o Abandono Afetivo Paterno Filial como um dos influenciadores no quadro psicótico que vemos no filme.

❌🚨Atenção: Influenciador. Não confundir como resultado do Abandono Afetivo Paterno. Destaca-se: não é regra!

❌💰❌Dano Afetivo, ao contrário do que muitas pessoas e até colegas dizem, não é “Dinheiro por não amar”, por favor, não repitam absurdos. Estudar um instituto profundamente para atuar com ele é o trabalho do Advogado.

❗Dano Afetivo tenta reparar, amenizar a dor que é eterna e os reflexos negativos na saúde e cotidiano do filho vítima desse abandono. Ser abortado após o nascimento com vida.

❕❕Cada filho lida de uma maneira com o abandono afetivo paterno, por isso, cada caso deve ser estudado de forma pormenorizada, não existe regra ou padrão.

✅Gostou? Compartilhe!

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)